IAT emite último boletim de balneabilidade desta temporada

O 10º e último Boletim de Balneabilidade do Paraná nesta temporada foi divulgado nesta sexta-feira (25) pelo Instituto Água e Terra (IAT). A análise da qualidade da água indica pontos próprios e impróprios para banho e a prática de esportes aquáticos, em 66 locais monitorados do Litoral e das Costas Oeste e Norte do Estado.

De acordo com dados do último Boletim, apenas quatro pontos são considerados impróprios no Litoral, onde 49 locais são monitorados. Nos 17 pontos analisados nas praias de água doce da Costa Oeste e da Costa Norte, todos estão com indicações próprias. O boletim também indica os 10 pontos de foz dos rios no Litoral, que chegam ao mar como impróprios, pois drenam áreas urbanas.

A chefe de Divisão de Monitoramento do IAT, bióloga Christine da Fonseca Xavier, explica que o objetivo das análises da qualidade da água é apontar locais que podem oferecer riscos à saúde da população, pela presença da bactéria Escherichia coli, presente em fezes de animais e humanos.

“Estes locais são sinalizados com bandeiras para demonstrar aos moradores e veranistas que há riscos de contrair doenças ao se utilizar da água para natação e mergulho. Não é recomendado nenhum tipo de contato com a água”, afirma.

O IAT identifica com bandeiras azuis os locais próprios para banho e os impróprios com bandeiras vermelhas. Para saber os pontos monitorados e a qualidade da água indicada, basta acessar o site www.iat.pr.gov.br, no menu Monitoramento/Balneabilidade, ou ainda baixar o APP “Balneabilidade Paraná”, disponível para celular Android no Google Play.

MONITORAMENTO – O serviço é ofertado há mais de 30 anos e realizado no período de maior fluxo de veranistas. A análise das amostras de água é feita no laboratório do órgão ambiental, de acordo com a Resolução Conama nº 274/2000, e os resultados são divulgados de forma semanal.

RESULTADOS – Em Paranaguá, todos os seis pontos monitorados na Ilha do Mel estão classificados como próprios. A mesma situação ocorre nos 11 pontos em Pontal do Paraná.

Em Matinhos, dos 14 locais monitorados, apenas um está impróprio: à esquerda do Rio Matinhos, no Balneário Flamingo. Nos cinco pontos de coleta de amostras em Antonina e Morretes, somente a Ponta da Pita tem condições impróprias.

Dos 13 locais em Guaratuba, dois continuam impróprios: à esquerda da Rua Ponta Grossa (praia Guaratuba) e à esquerda da Rua Frederico Nascimento (praia Caieiras).

Fonte: Agência de Noticias PR

Foto:Leonardo Sguarezi